Salve o viaduto

A Rede Minha Porto Alegre está se mobilizando para transformar os arcos e as escadarias do viaduto da Borges – como é conhecido o Viaduto Otávio Rocha, no Centro Histórico de Porto Alegre – num espaço de convivência mais seguro e acessível para todos.

Tombado pelo patrimônio histórico em 1988, o viaduto ainda é um dos cartões-postais de Porto Alegre, apesar de sofrer com o descaso do poder público e se constituir num retrato da violência e da desigualdade social dos tempos atuais.

– Não temos respostas prontas, mas entendemos que é preciso agir com urgência para melhorar um local que é símbolo da capital dos gaúchos, diz Carolina Soares, a Sosô, psicoterapeuta que fundou a Minha Porto Alegre há dois anos com o economista Bruno Paim.

Read More
Carteiras (quase) de papel

As carteirinhas são leves e finas, como se fossem de papel. Só que não!

– Se pegar na mão, vai dizer que é papel, mas é bem mais que isso, esclarece Guilherme Messena, um dos sócios da Dobra, empresa com sede em Montenegro.

Não só carteiras, mas também portas-passaporte, tênis e camisetas que saem da linha de produção da Dobra são feitos com um material muito parecido com papel tanto na aparência quanto na espessura. Na realidade, a matéria-prima é uma fibra sintética – denominada Tyvek – fabricada desde a década de 1950 pela DuPont, gigante do setor químico, com aplicação em diferentes setores da economia.

Segundo Guilherme, a Dobra se inspira em conceitos como economia colaborativa, capitalismo consciente, movimento maker e cultura open source, os quais sugerem que a parceria é mais importante do que a competição entre os agentes econômicos. 

A julgar pelo desempenho da companhia desde que apareceu no mercado, em março de 2016, as ideias inovadoras estão sendo bem acolhidas. Já no primeiro ano de operação, o crescimento foi rápido e vertiginoso – mais de 1000%. Com 20 funcionários, a expectativa é de que o faturamento atinja R$ 3,5 milhões em 2018.

Read More